Todos temos medo da desilusão.

A desilusão é o começo da realidade. Viver a realidade e ser feliz é um desafio para corajosos.
Perceber o vazio interno e ir em busca de preenchê-lo sendo é uma caminhada para poucos. Abrir mão das mentiras, ilusões, idealizações, fantasias. Parar de romantizar tudo e de fingir que a vida é o que desejamos que seja.
Lutar contra a realidade que esfrega na nossa cara o tempo todo a verdade e que por falta de coragem de assumir o vazio, acabamos mentindo para nós mesmos, criando historinhas mentais para viver uma vida desejável e sonhada.
O primeiro passo para preencher esse vazio é parar de querer preenchê-lo. E dar conta de senti-lo. Saber ser, calar-se, aquietar-se, parar de buscar fora coisas, pessoas, para colocar nesse lugar.

Esvaziar-se é se dar oportunidade de experimentar o novo sem tanta ansiedade e desespero. Como lidar com essa sensação deseperadora de querer sair correndo pra ocupar esse vazio? Sensação que te leva a estar com pessoas que não te fazem bem, que te fazem gastar além do que deve, que te faz dançar quando queria chorar.

Aguentando, aguentando e aguentando. Só por hoje, mais um dia e você consegue.

Hoje me proponho a aguentar e dar conta, amanhã a mesma coisa, e depois também, até que num passe de mágica, voce perceberá que deu conta, que se suportou e começou o seu processo de se preencher de si mesmo.
Um exercício diário, que só poderá ser feito com escolha, decisão, propósito e muita, mas muita atenção.

Experimente!